1 – O meningioma é o tumor primário mais frequente dentro da caixa craniana

2 – Ele se origina das células da membrana que reveste o cérebro (meninge – daí meningioma), mais especificamente da aracnóide

3 – Ocorre mais em mulheres, na proporção de duas para cada homem

4 – A idade mais frequente para diagnóstico é por volta da 5a década porém existem vários casos que só são descobertos durante autópsia, ou seja, passam desapercebidos por toda uma vida

5 – São tumores, em sua grande maioria, benignos e únicos e que não disseminam para outros locais do corpo humano

6 – Os sintomas são variados: podem não apresentar nenhuma alteração aparente ou até mesmo desencadear sintomas como dor de cabeça, convulsão, perda da força motora, alteração de comportamento, do olfato ou da visão

7 – O diagnóstico é realizado através de exames de imagem como a ressonância magnética ou tomografia computadorizada, após a avaliação especializada de um neurocirurgião

8 – O tratamento pode ser desde a observação com exames de imagem de controle até a cirurgia sempre com tentativa de retirada de toda lesão. Em alguns casos existe a indicação de radiocirurgia

9 – A cura é possível e ocorre quando há a retirada de toda lesão. A chance de retorno da doença está associada ao volume de lesão que não foi ressecado. Nestes casos pode ser indicado o tratamento complementar com radioterapia

10 – Apesar de raros, os meningiomas malignos são graves com necessidade de tratamento agressivo com cirurgia, radioterapia e em alguns casos quimioterapia

Leave a Reply

O seu email não será publicado Campos com * são obrigatórios

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

clear formSubmit